Search

PLANTE SOJA - O BRASIL PRECISA MAIS 4 MT/ANO ATÉ 2030






Para regular novamente o abastecimento brasileiro e colaborar no âmbito mundial, o Brasil precisaria urgentemente implantar aproximadamente mais 1,15 milhão de hectares de soja/ano nos próximos nove anos. Essa é a projeção da equipe de analistas de mercado da Consultoria TF Agroeconômica.

Isso seria necessário, apontam os especialistas, para aumentar a produção em de mais 4 milhões de toneladas/ano para o abastecimento direto do mercado chinês em grão. Além disso, abasteceria o mercado interno para a produção de biodiesel, de um lado, e de carnes, para si e para a China/Sudoeste da Ásia, de outro. Confira os fatores que pesam no preço da oleaginosa:


Fatores de Alta


* Alta do dólar: Alguém tem alguma dúvida de que o dólar vai continuar firme em 2021 e 2022, com as disputas eleitorais ganhando cada vez mais intensidade e causando dúvidas sobre a condução do país? O diretor da consultoria inglesa Capital Economics, William Jackson acredita que o dólar feche 2021 a R$ 5,50 e feche 2022 a R$ 5,75 e nós concordamos com ele. Isto deverá manter elevados os preços da soja durante todo o período;

* Forte atuação da China, que voltou com apetite para comprar soja brasileira para o período fevereiro-julho e soja americana para o segundo semestre de 2021. Além disto, os chineses devem comprar mais carne brasileira, o que também deverá elevar a demanda interna por farelo. E a programação B23 deverá aumentar gradativamente a demanda por óleo de soja no Brasil, completando o quadro;

* Atraso na colheita brasileira: a colheita, que normalmente deveria começar em janeiro, está atrasada em um mês, elevando a demanda para os portos americanos em janeiro e fevereiro e as cotações em Chicago com ela;

* Redução na safra argentina: nesta semana a BCBA reduziu a produção para 46 milhões de toneladas, contra 51 MT produzidas no ano passado;

* Posicionamento comprador dos Fundos, se bem que se deve estar preparado para um recuo momentâneo nas cotações quando de suas tomadas de lucro;


Fatores de Baixa


* Chuvas na América do Sul: as recentes chuvas abundantes em algumas áreas importantes do plantio de soja, como o Oeste brasileiro, por exemplo, pode melhorar a produtividade das lavouras na sua reta final de formação de grãos;

* Início da colheita na América do Sul: o início da colheita sempre pressiona os preços em qualquer lugar do mundo;

* O nível elevado dos preços, que torna cada vez mais difícil a absorção por certos setores do consumo de óleo e farelo, no Brasil e no Mundo.

Fonte: Agrolink



50 views0 comments

Recent Posts

See All